Somos filhos de missionários e por mais que pensemos, em alguns momentos, que não temos nada a ver com o ministério deles, precisamos ter a consciência que antes de fazer parte de uma família missionária, Deus nos deu o privilégio de administrar a nossa própria vida por completo.